0

Curso de Remoção de Nitrogênio e Fósforo em Sistemas de Tratamentos de Efluentes

admin 31 de janeiro de 2018
Clique aqui e inscreva-se. 
Objetivos

Apresentar subsídios técnicos e práticos que permitam o entendimento das operações, processos unitários e equações matemáticas constantes nos fenômenos que envolvem os processos biológicos e físico-químicos de remoção de Nitrogênio e Fósforo no tratamento de efluentes líquidos. Tendo em vista as exigências operacionais impostas pelos órgãos responsáveis pelo controle de Poluição Hídrica, o curso irá abordar questões referentes à manutenção e desempenho dos processos.

 

Público-alvo

Técnicos, Biólogos, Químicos, Engenheiros Químicos, Civis e Ambientais, Estudantes e pessoas responsáveis pelo sistema de tratamento de efluentes líquidos domésticos e/ou industriais.

 

Programa

  • Formas de Nitrogênio e transformações nitrogenadas
    • Formas de Nitrogênio no meio ambiente
    • Fixação do Nitrogênio
    • Fixação biológica
    • Fixação atmosférica
    • Fixação industrial
    • Combustão e incineração
    • Dissolução de produtos de combustão
    • Amoniação e assimilação
    • Hidrólise e aminação
    • Oxidação biológica (nitrificação)
  • Nitrogênio em águas superficiais
    • Concentração de Nitrogênio em águas naturais
    • Concentração de Nitrogênio em águas de chuva
    • Exercícios práticos de fixação (Balanço de massa)
  • Impacto na qualidade de água de descargas nitrogenadas
    • Bioestimulação nitrogenada (Eutrofização)
    • Toxicidade de compostos nitrogenados
    • Nitrato e Nitrito em água de abastecimento
    • Efeito da nitrificação em corpos receptores
    • Efeitos da oxidação nitrogenada e suas demandas em despejos tratados
    • Exercícios práticos
  • Nitrogênio em despejos líquidos
    • Formas de Nitrogênio
    • Formas de Amônia
    • Concentrações típicas de Nitrogênio em despejos domésticos e industriais
    • Exercícios práticos
  • Estratégias práticas operacionais em tratamento de efluentes para remoção biológica de Nitrogênio
    • Fundamentos da nitrificação
    • Condições necessárias para obter-se nitrificação em lodos ativados
    • Cálculo de Oxigênio necessário para a nitrificação
    • Cálculo da alcalinidade necessária para a nitrificação
    • Fatores que afetam a nitrificação
    • Efeito da temperatura
    • Efeito do Oxigênio dissolvido
    • Efeito do pH e alcalinidade
    • Compostos inibidores da nitrificação
  • Fundamentos da desnitrificação
    • Condições necessárias para obter-se desnitrificação em lodos ativados
    • Cálculo de Oxigênio e alcalinidade necessário para a desnitrificação
    • Efeito do Oxigênio dissolvido na desnitrificação
    • Efeito do Oxigênio dissolvido na taxa de desnitrificação
    • Efeito da temperatura na taxa de desnitrificação
    • Efeito do pH na taxa de desnitrificação
    • Efeito de compostos inibidores na taxa de desnitrificação
    • Efeito de fontes de Carbono na desnitrificação
    • Exercícios práticos
  • Estratégias práticas operacionais para nitrificação
    • Procedimentos operacionais para a nitrificação
    • Relações dinâmicas de processo operacional
    • Determinação do requerido tempo de residência hidráulica
    • Interferência de variáveis no MCRT
    • Balanço da fase nitrogenada no Lodo, efluente e na atmosfera
    • Obtendo-se a nitrificação
    • Alternativas operacionais
    • Operações usadas em reatores biológicos
    • Principais processos operacionais
  • Estratégias práticas operacionais para desnitrificação
    • Pré desnitrificação
    • Alternativas operacionais
    • Operações usadas em reatores biológicos
    • Principais processos operacionais
  • Pós desnitrificação
    • Alternativas operacionais
    • Operações usadas em reatores biológicos
    • Principais processos operacionais
    • Exercícios práticos
  • Estratégias para a melhor escolha de sistema para remoção de Fósforo
    • Introdução
    • Informação e coleta de dados necessários
    • Organização e elaboração de dados novos
    • Limites de emissão a serem estabelecidos
    • Características dos despejos
    • Informações complementares
    • Avaliação de dados “in planta” disponíveis
    • Alternativas possíveis para remoção de fósforo
    • Adição de produtos químicos
    • Adição de sais metálicos
    • Adição de cal
    • Alternativas biológicas para remoção de Fósforo
    • Estratégias para a seleção de sistemas de remoção de Fósforo
    • Análise e interpretação de etapas de seleção
  • Remoção biológica de Fósforo
    • Introdução e teoria da remoção
    • Mecanismo da remoção biológica de Fósforo
    • Descrição e aspectos práticos operacionais de processos de remoção
    • Processo Phostrip
    • Processo Bardenpho modificado
    • Processo A/O
    • Processo lodo ativado modificado
  • Análise e aspectos práticos de performance de processos de remoção de Fósforo
    • Processo Phostrip
    • Processo Bardenpho modificado
    • Processo A/O
    • Processo Lodo ativado modificado
    • Fatores que afetam a performance
    • Tempo de detenção
    • Sólidos suspensos no efluente
    • Carga orgânica disponível
    • Carga nitrogenada na zona anaeróbia
    • Temperatura do despejo e pH
    • Concentração de Oxigênio dissolvido
    • Considerações sobre a zona anaeróbia
    • Exercícios práticos
  • Equipamentos necessários para remoção de Fósforo
    • Considerações práticas
    • Eficiências em planta
    • Exemplos práticos

 

Instrutor

Mario Marmo Farias Peirano

Químico formado pela UFRGS. Possui cursos de Química Analítica Quali e Quantitativa e Técnicas Laboratoriais e Controle de Qualidade, Controle da Corrosão e Qualidade, Metais Pesados e Alumínio: Anodização, Análise Instrumental e Controle de Qualidade, Introdução a Energia Nuclear, Projeto e Tratamento de Despejos Industriais e Domésticos. É especialista em Formação de Auditor Líder ISO 14001, Dimensionamento e Cálculo de Estações de Tratamento de Efluentes Domésticos e Industriais, Engenharia de Proteção Ambiental – Controle da Poluição Hídrica. Mestrado em Engenharia Sanitária e Doutorado em Engenharia Sanitária e Ambiental. Escreveu artigos para a revista Setor Couro RS, Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul, Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins do RS, Japan International Cooperation Agency – Tóquio, Imperial College of Science and Technology University of London, Revista Tecnicouro RS, Gerenciamento Ambiental, Acqua Limpa e Green Lab Laboratório. Coordenou e ministrou cursos de Introdução ao Tratamento de Despejos Industriais, Tratamento de Despejos de Curtume, Tratamento Biológico de Efluentes Industriais, Operação e Manutenção de Sistemas de Tratamento de Efluentes Líquidos Industriais, Operação e Manutenção de Sistemas de Tratamento Biológico tipo Lodos Ativados, Remoção Biológica de Nitrogênio em Sistemas de Tratamento Biológico tipo Lodos Ativados, Remoção de Nitrogênio em Sistemas de Tratamento de Efluentes Líquidos, Aspectos Práticos na Operação e Manutenção de Lodos Ativados, Operação de Lagoas de Estabilização e Aeradas Prestou Consultoria em Desenvolvimento De Produto, auditoria ambiental, responsável pela Criação e Desenvolvimento de um Polímero Natural, isento de Acrilamida, denominado de ACQUAPOL para ser utilizado como auxiliar de Coagulação no Processo de Tratamento de Água de Abastecimento, para Consumo Humano para SETA S.A., Extrativa de Tanino de Acácia. Participou de projetos sobre dimensionamento, cálculo do Sistema Integrado de Tratamento de Efluentes Líquidos, anodização de alumínio e suas ligas em escala industrial, estação de moagem de calcário, obtenção em escala industrial de benzoato de benzila, controle e prevenção da poluição. Elaborou os padrões de emissão para efluentes líquidos industriais para os Distritos Industriais de Cachoeirinha, Gravataí, Itapetinga.

InformaçõesData: 19 a 23 de fevereiro de 2018

Horário: 8h30 às 18h

Local: Av. Érico Veríssimo 960 – Menino Deus – Porto Alegre/RS

Carga Horária:  40 horas

 

Investimento*

Profissional: R$ 1.697,50

Sócio efetivo: R$ 1.358,00

Sócio estudante: R$ 1.273,00

 

Importante:

  • A confirmação do curso será formalizada via e-mail até 02 (dois) dias úteis antes do início do curso.
  • A organização/coordenação reserva-se o direito de cancelar o curso até 02 (dois) dias úteis antes de sua realização, caso não tenha o número mínimo de participantes.
  • Cancelamento de inscrição por parte do participante, deverá ser efetivada via e-mail até 02 (dois) dias úteis antes do início do curso. Inscrição cancelada com pagamento efetuado poderá optar por substituição de participante, posterior utilização do crédito e/ou ressarcimento de valores.
  • No valor do curso estão incluídos material didático, coffee break e certificado.
  • O pagamento pode ser feito por boleto no valor únicocartão de crédito em até quatro vezes (American, Banricompras, Visa, Martecard, Hipercard, Elo) ouempenho.

 

Mais informações através do email senge.eventos@senge.org.br
ou telefone (51) 3230.1622
. 

Deixe um comentário


+ 1 = 8

Entrar na sua conta

Perdeu sua Senha ?

Registrar!